Finanças

Dicas para declarar seu Imposto de Renda em 2022

15/03/2022 15:02 | Fonte: Da assessoria

Consultor financeiro ensina como não cair na malha fina.

Fique atento às novas regras para o IR 2022. | Foto: ANAJUSTRA Federal
A+ A-

O prazo para declaração do Imposto de Renda (IR) 2022 já está aberto e vai até às 23h59 do dia 29/4. O consultor financeiro da ANAJUSTRA Federal, José Carlos Dorte, faz um alerta aos servidores. "É preciso atenção redobrada na hora de declarar. A Receita está atenta a qualquer deslize dos contribuintes. Com o avanço da tecnologia, o Fisco tem sido cada vez mais rigoroso com o cruzamento de informações eletrônicas sobre rendimentos tributáveis e gastos pessoais”, destaca.

Além disso, este ano traz duas importantes novidades: a disponibilização do modelo de declaração pré-preenchida no portal e-CAC, no site da Receita Federal , ou no programa de computador ou aplicativo Meu Imposto de Renda. Nesse caso, é preciso usar a conta Gov.br, através de certificado digital, com selos de identificação prata ou ouro. A outra mudança é uso de Pix para o pagamento do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF), com QR Code gerado pela plataforma.

Evite erros para não cair na malha fina

Seja por falta de atenção, por erro ou por falta de documentos, o contribuinte pode cair na malha fina e ter dor de cabeça para resolver as pendências.

Entre os principais problemas está a omissão de rendimentos dos dependentes. “A falta de informações sobre recursos recebidos pelos dependentes pode tornar a declaração do servidor inconsistente, uma vez que há um cruzamento de dados”, pontua Dorte.

Outra falha bem comum é a omissão de rendimentos de aluguel. Segundo o consultor, há um cruzamento da Declaração de Informações de Atividades Imobiliárias (DIMOB) com as informações fornecidas pelo contribuinte e isso faz com que sua declaração também seja retida.

Para evitar erros e omissões e acabar caindo na malha final, fique atento a algumas dicas listadas pelo consultor financeiro:

- Organize todos os seus documentos em uma pasta durante o ano.
- Não esqueça de incluir rendimentos de dependentes.
- Seja o mais transparente possível e informe todos os seus rendimentos recebidos e gastos comprovados.
- Sempre revise sua declaração antes do envio.
- Evite a inclusão de gastos, como por exemplo, com médicos que não possam ser comprovados.
- Fique atento e acompanhe o processamento da declaração para retificar algum erro identificado o mais rápido possível.

Atendimento online e gratuito para associados

Se você tem dúvidas na hora de informar esses ou outros rendimentos à Receita, conte com o atendimento da consultoria financeira da ANAJUSTRA Federal, que responde dúvidas do associado via e-mail, chat ou WhatsApp. O serviço está disponível de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 17h30, horário de Brasília.

Os associados podem enviar suas perguntas para financas@anajustra.org.br e, em um prazo de 48h, receberão a resposta.

Para tirar sua dúvida pelo WhatsApp ou chat, localize no rodapé do site os ícones do app ou da ferramenta de mensagens em tempo real. Ao optar pela primeira opção, inicie a conversa e responda com o número 8 (Imposto de Renda) para falar com a consultoria financeira. O associado também pode salvar o número (61) 3322-6864 na agenda do celular e iniciar o atendimento pelo próprio aparelho.

Se preferir falar pelo chat, selecione essa opção no rodapé do site, informe seus dados pessoais e descreva sua dúvida para iniciar o atendimento.

Saiba como diferenciar os níveis ouro prata ou bronze para acesso ao portal e-CAC

Os Níveis de Autenticação tem como principal característica ser um recurso de segurança da informação da identidade, que permitem flexibilidade para realização do acesso. Possuem a divisão:

•Nível Básico - Bronze
•Nível Verificado - Prata
•Nível Comprovado - Ouro

Os Selos de Confiabilidade estão presentes em cada nível de autenticação e consistem em orientar para qualificação das contas com a obtenção dos atributos autoritativos do cidadão a partir das bases oficias de governo, por meio das quais permitirão a utilização da credencial de acesso em sistemas internos dos clientes e serviços providos diretamente ao cidadão.

Possível uso para os níveis e os selos é o aumento da confiança cadastral pelos serviços para aplicar controle de acesso às funcionalidades mais críticas.

O mapeamento entre nível e selo será apresentado para determinar como sistema integrado deverá receber a conta do cidadão.

1.Nível Básico - Bronze

•Selo Cadastro Básico com Validação de Dados Pessoais: Validação do cadastro do cidadão por meio da base de Cadastro de Pessoas Físicas (Ministério da Economia / Receita Federal). Cidadão adquiri no momento que realiza o cadastro da conta.

•Selo Cadastro Básico com Validação de Dados Previdenciários: Validação do cadastro do cidadão por meio da base de Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS / INSS). 

•Selo Balcão Presencial (INSS): Validação do cadastro do cidadão por meio do Balcão presencial localizado nas agências do INSS. 

2.Nível Verificado - Prata

•Selo Internet Banking: Validação do cadastro do cidadão por meio da plataforma de Internet Banking dos bancos conveniados.

•Selo Cadastro Básico com Validação em Base de Dados de Servidores Públicos da União: Validação do cadastro por meio de base de dados de Servidores Públicos da União. 

•Selo Validação Facial: Validação do cadastro do cidadão por meio de biometria facial. A base utilizada para comparação é a da Carteira Nacional de Habilitação (Ministério da Infraestrutura / Denatran). 

3. Nível Comprovado - Ouro

•Selo de Certificado Digital de Pessoa Física: Validação do cadastro do cidadão por meio da utilização de certificado digital de pessoal física.

•Selo Validação Facial: Validação do cadastro do cidadão por meio de biometria facial. A base utilizada para comparação é a da Justiça Eleitoral (Tribunal de Justiça Eleitoral).