A vacina do planejamento financeiro

22/12/2020 14:48 | Fonte:

Não sabe como iniciar um planejamento financeiro para 2021? Consultor da ANAJUSTRA Federal dá dicas simples.

José Carlos Dorte, consultor financeiro da ANAJUSTRA Federal, dá dicas para um 2021 fora do vermelho. Foto: ANAJUSTRA Federal

Em dezembro de 2019, a vida seguia normalmente e todos nós embalados no clima de festas, depois de um ano com muito trabalho. Neste período já ouvíamos falar em um vírus em Wuhan, na China, que estava contaminando as pessoas e a ciência ainda não tinha protocolos de tratamento.

Viramos 2019 e fomos surpreendidos saindo de uma endemia para uma pandemia sem precedentes, tornando nossas vidas uma verdadeira montanha russa, cheia de surpresas.

Em dezembro de 2020, após dez meses de adaptação, vivemos uma vida diferente daquela a que estávamos habituados. Hoje, com algumas medidas já consagradas para evitar a contaminação e a ação urgente da ciência na criação, fabricação e distribuição da vacina, podemos dizer que em 2021 teremos seguramente mais esperanças do que surpresas.

Trazendo isso para nossa realidade nas finanças pessoais e fazendo uma comparação, temos conhecimento de um pequeno descontrole das nossas finanças, ainda bem pequeno, quase imperceptível. Começamos com a utilização do dinheiro emprestado através do crédito consignado, cheque especial, Crédito Direto ao Consumidor, cartões de crédito,, empréstimo com um parente ou agiota, entretanto, não damos muita importância para nossa capacidade de crédito tomado e iniciamos um verdadeiro calvário até a falência total. Isso ocorre porque deixamos tudo para a nossa contabilidade mental que é falível, sem metodologia, sem cobrança dos resultados. Utilizamos um método chamado de “NHS”, que quer dizer: “na hora sai”, depois eu resolvo, amanhã eu vou ver o que faço e assim sucessivamente.

Para 2021, proponho cuidar daquele pequeno problema que está querendo se instalar em sua vida, que é o pagamento de juros. Você já parou para calcular o quanto você paga de juros por mês?

Entraremos em 2021 mais esperançosos com a possibilidade da vacina e o retorno às nossas atividades com mais liberdade. Da mesma forma, um bom planejamento financeiro proporcionará a vacina em dose dupla: além das questões sanitárias, a melhoria das suas finanças e refletindo simultaneamente na sua qualidade de vida, bem-estar com você e sua família.

Para aqueles servidores que se encontram em situação de endividamento será preciso tomar uma atitude e compreender que da forma que chegaram até aqui, não será possível ter uma vida melhor caso não decida planejar, executar e medir os resultados. Não há uma fórmula mágica que premiará você com um troféu de bom comportamento.

De maneira simples, vamos dar algumas dicas para você iniciar este planejamento em 2021. Mas reitero que de nada elas adiantarão se você não executar e mensurar os resultados dessa nova postura mês a mês.

Controle seu dinheiro

É preciso ter disciplina e usar conscientemente seu dinheiro e crédito. Isso manterá suas contas em dia, durante o ano todo ou de um ciclo para o outro. Isso significa que você controlará suas finanças e não terá obstáculo para realizar os seus planos, seja comprar um imóvel, um carro, ou fazer uma viagem no próximo ano.

Crie sua reserva de emergência

Imprevistos e emergências acontecem quase sempre, não é mesmo? Assim, você deve se organizar para, aos poucos, separar uma reserva de emergência e se houver uma urgência, não será necessário adquirir novas dívidas.


Corte os “gastos invisíveis”

Assinaturas de serviços de streaming, mensalidades de aplicativos de academia e delivery de compras são os itens mais vistos na fatura do seu cartão. Embora pareçam pequenos custos, eles consomem juntos boa parte da sua renda e, talvez, você nem use todos esses serviços realmente.


Troque as dívidas mais caras, por dívidas mais baratas

Muitas vezes, no desespero de quitar uma dívida, os servidores públicos recorrem às opções fáceis e caras de crédito, como o cheque especial. Uma melhor saída seria recorrer a um empréstimo consignado, que tem taxas de juros muito mais baratas.

Faça um balanço financeiro

Analise as faturas do seu cartão e os extratos da conta dos últimos cinco meses para entender melhor suas despesas e definir quais você deve cortar.


Não esqueça! Você tem excelentes ferramentas para ajudar a realizar o seu planejamento financeiro: planilhas, aplicativos e até a antiga caderneta de papel, mas as mais importantes ferramentas são a consciência, atenção, memória, inteligência e imaginação.

Espero que você faça o melhor uso delas e se prepare para a nova jornada, tornando 2021 um divisor de águas em sua vida financeira.

Desejo a todos um excelente Natal e um próspero ano novo cheio de realizações.


José Carlos Dorte
Consultor Financeiro da ANAJUSTRA Federal

Últimas