Parlamentar

Governo libera reajuste para magistrados

17/12/2014 08:29 | Fonte:

-

A+ A-

O líder do PMDB na Câmara, deputado Eduardo Cunha (RJ), declarou nesta terça-feira, 16/12, que o reajuste para os ministros do Supremo foi autorizado pelo Governo, mas que o PL 7920/2014, que contempla os servidores, teve sua votação e aprovação negada. O anúncio foi feito após reunião de líderes.

O assessor parlamentar da ANAJUSTRA, Roberto Bucar, acompanhou a movimentação dos parlamentares durante todo o dia. O diretor-geral do Supremo, Amarildo de Oliveira Vieira, também estava no Congresso e depois de receber a notícia disse que iria reportá-la ao presidente do STF. Amarildo também afirmou que não desistiria da negociação, tentando, mais uma vez, um acordo com a Casa Civil. 



Na semana passada, a categoria conseguiu aprovar o projeto na Comissão de Finanças e Tributação (CFT) e agora ele aguarda designação de relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). 


Reajuste escalonado

O PL 7920/2014 prevê reposição salarial escalonada para a categoria. Conforme a matéria, o reajuste será implementado em parcelas sucessivas, não cumulativas, observada a seguinte razão:

•    20% a partir de julho de 2015
•    40% a partir de dezembro de 2015
•    55% a partir de julho de 2016
•    70% a partir de dezembro de 2016
•    85% a partir de julho de 2017 e 
•    Integralmente a partir de dezembro de 2017. 

A proposta prevê também que, no prazo de um ano, a contar da publicação da nova lei, todo o Poder Judiciário racionalizará sua estrutura administrativa para que os gastos com suas funções de confiança sejam reduzidos.

 

abortion real life stories abortion pill costs abortion clinics rochester ny
how to cheat on my husband why men have affairs cheaters