Parlamentar

PL 7920/14 é aprovado na CFT e segue para a CCJ

10/12/2014 16:07 | Fonte:

-

A+ A-

O projeto de reajuste salarial para os servidores do Poder Judiciário Federal (PL 7920/2014) foi aprovado por unanimidade nesta quarta-feira, 10/12, na Comissão de Finanças e Tributação (CFT) da Câmara dos Deputados. A sessão foi acompanhada pelo assessor parlamentar da ANAJUSTRA, Roberto Bucar.  

Conforme Bucar, o projeto foi aprovado após acordo entre os líderes e a bancada da CFT, que decidiram inverter a pauta da Comissão, colocando-o como segundo item. Ainda de acordo com o assessor, durante a sessão o deputado Manoel Júnior (PMDB/PB), relator do PL, defendeu a aprovação da proposta, ressaltando a importância do reajuste para a categoria. 

Os deputados João Dado (SD/SP) e Policarpo (PT/DF) também discursaram a favor do reajuste, mas Afonso Florence (PT/BA), que pediu vista ao projeto na sessão do último dia 26/11, alertou para a falta de previsão orçamentária do PL. 

O diretor-geral do Supremo Tribunal Federal (STF), Amarildo Vieira de Oliveira, também acompanhou a sessão e teve sua presença enaltecida pelos parlamentares. 

Tramitação

Depois de aprovada na CFT, comissão da Câmara que tem competência para proferir parecer acerca da compatibilidade e/ou adequação financeira e orçamentária das proposições, o PL 7920/2014 será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), antes de ir a Plenário.

Acompanhe o andamento do PL no site da Câmara

Reposição a partir de julho de 2015

O PL 7920/2014 prevê reposição salarial escalonada para a categoria. Conforme a matéria, o reajuste será implementado em parcelas sucessivas, não cumulativas, observada a seguinte razão:

•    20% a partir de julho de 2015
•    40% a partir de dezembro de 2015
•    55% a partir de julho de 2016
•    70% a partir de dezembro de 2016
•    85% a partir de julho de 2017 e 
•    Integralmente a partir de dezembro de 2017. 

A proposta prevê também que, no prazo de um ano, a contar da publicação da nova lei, todo o Poder Judiciário racionalizará sua estrutura administrativa para que os gastos com suas funções de confiança sejam reduzidos.

 

why women cheat why do men have affairs why married men cheat
why women cheat cheaters why married men cheat
how to terminate a pregnancy naturally cost of abortion pill abortion clinics in oklahoma
will my girlfriend cheat my girlfriend cheated on me with a girl cheat on my girlfriend
wife cheated on me now what dabbeltinsurance.com wife wants to cheat
why did my husband cheat i cheated my husband cheated on my husband