Gerais

Supremo responde nota do MPOG sobre o reajuste do Judiciário

19/05/2015 10:25 | Fonte:

-

A+ A-



Leia a resposta do Supremo Tribunal Federal (STF) às informações contidas na nota em que o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão manifesta-se contrariamente ao projeto de lei (PL nº 7.920/2014) que trata do reajuste dos servidores do Poder Judiciário da União.

Segundo a Corte, a nota contém “imprecisões” e “premissas equivocadas”, que demandam esclarecimentos por parte do Poder Judiciário. A primeira delas refere-se a reajustes aplicados entre 2005 e 2015. Segundo o STF, os servidores do Poder Judiciário da União não tiveram reajuste no período compreendido entre 2009 e 2012.

Quanto à informação de que teria havido crescimento real da remuneração no período, o STF ressalta que a Lei 11.416/2006 tratou apenas de recomposição de perdas passadas, uma vez que o reajuste anterior tinha ocorrido em 2002. Ao final, a resposta do STF destaca que “o Poder Judiciário está ciente das dificuldades enfrentadas pelo País”, motivo pelo qual foi feita a proposta de aplicação do reajuste em seis parcelas semestrais.

Leia o documento na íntegra

abortion real life stories abortion pill costs abortion clinics rochester ny
abortion clinics in greensboro nc weeks of pregnancy abortion vacuum
how to cheat on my husband why men have affairs cheaters
my boyfriend thinks i cheated click i cheated on my boyfriend with a black guy