Gerais

Presidente do TST anuncia medidas para ampliar e tornar mais estável o PJe-JT

18/05/2015 14:46 | Fonte:

-

A+ A-

Na primeira de uma série de visitas que fará aos Tribunais Regionais do Trabalho pelo país, o presidente do Tribunal Superior do Trabalho e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), ministro Barros Levenhagen, anunciou na sexta-feira, 15, no TRT da 1º Região (RJ), medidas para ampliar a abrangência do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) e torná-lo mais estável. Para atingir esse objetivo, determinou a realização de licitação para a contratação de empresa que vai monitorar o sistema, a fim de se antecipar a eventuais falhas.

A escolha do TRT-RJ como o primeiro a ser visitado, segundo o ministro, é um reconhecimento à importância daquele Tribunal na implantação do PJe-JT. "Mesmo com os problemas de estabilidade enfrentados, o TRT-RJ é o Tribunal Trabalhista com o maior número de processos eletrônicos no país: um total de 527.713, em primeiro e segundo graus", afirmou.

Dos 24 TRTs, 15 já têm 100% das Varas do Trabalho em funcionamento com o PJe-JT, entre eles o TRT da 1ª Região. A intenção do presidente do TST é que, até o fim do seu mandato, em 2016, os nove restantes atinjam esse número. Para isso, já foi elaborado e aprovado um cronograma de instalação do sistema.

Há a previsão, ainda, de ampliar a utilização do processo eletrônico no TST. "De todo modo, o PJe-JT não terá fim. Haverá sempre novas tecnologias a serem implantadas", assinalou Levenhagen, para quem o sistema não pode imprimir agilidade ao processo do trabalho em detrimento da qualidade das decisões.

O ministro enfatizou a relevância de os Comitês Gestores Regionais enviarem sugestões ao Comitê Gestor Nacional. "Agora temos um mutirão em que todos estão envolvidos, para que toda a Justiça do Trabalho seja bem-sucedida", assinalou. "O PJe-JT é uma nova sistemática de todo o Judiciário. Temos firmado convênios com os Regionais para a utilização de novas funcionalidades".

Recepcionado pela presidente do TRT/RJ, desembargadora Maria das Graças Cabral Viegas Paranhos, o ministro Levenhagen foi acompanhado pela coordenadora nacional do Pje-JT, desembargadora Ana Paula Pellegrina Lockmann, e pela juíza auxiliar da Presidência do TST Gisela Ávila Lutz, do Comitê Gestor Nacional, e do secretário-geral do CSJT, Adlei Cristian Carvalho Pereira Schlosser.

abortion real life stories abortion pill costs abortion clinics rochester ny
abortion clinics in greensboro nc during pregnancy abortion vacuum
how to cheat on my husband read cheaters
my boyfriend thinks i cheated click i cheated on my boyfriend with a black guy
when your wife cheats read how to know your wife cheated