Gerais

Aposentado-Ria: preparação para uma nova etapa teve início no TRT1

12/09/2014 14:02 | Fonte:

-

A+ A-

O compromisso do TRT/RJ com seu quadro de pessoal não termina com a aposentadoria. Atento aos próximos passos daqueles que dedicaram anos de suas vidas ao trabalho, o Regional fluminense está empenhado para que seus magistrados e servidores percebam a chegada desse momento com menos ansiedade e mais possibilidades. E foi com essa intenção que nasceu o Projeto Aposentado-Ria, que integra o Planejamento Estratégico 2010-2014: preparar profissionais que estão a até três anos do direito de requerer aposentadoria para uma nova etapa. A terceira edição do evento está sendo realizada nesta quinta e sexta-feira, 11 e 12/9, no Prédio-Sede. 

No total, 82 pessoas inscreveram-se para participar do encontro, que reúne palestras, teatro, dinâmicas, oficina e é organizado pela Coordenadoria de Recrutamento e Avaliação (Cora) da Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP). Na abertura, na manhã de quinta-feira (11/9), a diretora da SGP, Sônia Regina de Freitas Andrade, observou como o trabalho ou a instituição à qual estamos vinculados costuma ocupar um espaço relevante nas nossas vidas. Diante disso, se adaptar a uma rotina diferente nem sempre é fácil - o que demanda uma preparação para a aposentadoria.
 

De acordo com a diretora da SGP, muitos se perguntam por que o TRT/RJ está preocupado com aqueles que estão prestes a deixar a instituição. “Eu vejo como uma retribuição da Administração a quem tanto se dedicou”, disse Sônia Freitas, observando que o projeto não tem como objetivo incentivar aposentadorias e cabe apenas ao servidor decidir a hora certa de tomar essa decisão. 
 

E como saber se chegou o momento de se aposentar? “Se o servidor ainda está disposto a contribuir com os objetivos organizacionais, e sente-se motivado, deve continuar trabalhando. Mas caso sinta que chegou a hora de finalizar essa etapa, vale a pena se planejar para uma próxima”, sugeriu Cristina Bernardo Neves, diretora da Escola de Administração e Capacitação de Servidores (Esacs) do Regional, unidade parceira do evento. A coordenadora da Cora, Leana Gregório Fagundes, complementou esse pensamento com uma reflexão: “Felicidade é sentir que você está no lugar certo”.  

Empreender

Planos para a aposentadoria podem incluir montar um negócio próprio ou realizar um sonho antigo. Pensando nisso, foram convidadas a palestrar sobre o tema Empreendedorismo, na manhã de quinta-feira, duas especialistas do Sebrae. Elas deram orientações gerais para quem pensa em abrir uma empresa, explicando os tipos de negócios existentes (próprio, franqueado e terceirizado), a importância de um planejamento bem delineado e de determinadas atitudes que contribuem para o sucesso de um empreendimento, como a tomada de iniciativa e a autoconfiança. 

Para empreender, é preciso, antes de tudo, cuidar da saúde. Por isso, a programação da manhã de quinta-feira também incluiu esclarecimentos sobre os benefícios aos quais os servidores terão direito na aposentadoria, como assistência à saúde. Coube à chefe da Seção de Assistência Complementar de Saúde do TRT/RJ (SECASS), Leila Andréia Coutinho Trigo, esclarecer muitas dúvidas dos presentes sobre o assunto. 

Desapontadoria

À tarde, a plateia assistiu à palestra “Projeto de Vida para Aposentadoria”, ministrada por Armelino Girardi, administrador de empresas com especialização em recursos humanos e foco na transição para a aposentadoria. O palestrante relatou ao grupo como se reinventou após ser demitido depois de quase 30 anos de atuação num grande banco, no qual trabalhava como executivo da área de recursos humanos. Ele criou um site, www.desaposentado.com.br, com o objetivo de conscientizar as pessoas que estão prestes a se aposentar de que a vida não termina com a aposentadoria.

De acordo com Girardi, o desaposentado é aquele que transforma os sonhos em projetos, ocupa seu tempo com aquilo que dá prazer e vive com sabedoria e alegria. “O trabalho é o principal organizador da atividade humana, fonte de valorização, de status e meio de inserção social. Por isso, muitos se aposentam do trabalho e da vida. Mas vocês têm competências que não conhecem”, disse aos presentes.

Para auxiliar na descoberta dessas novas possibilidades, Girardi abordou questões sobre como ocupar o tempo após a aposentadoria e qual o melhor momento para se aposentar. Em seguida, os servidores participaram de uma dinâmica de grupo durante a qual elaboraram um projeto de vida com vistas ao período pós-jubilação.

why women cheat reasons why women cheat on their husbands why married men cheat
will my girlfriend cheat my girlfriend cheated on me with a girl cheat on my girlfriend
how to cheat on my husband read cheaters