Gerais

TRT1 prepara seus profissionais para o modelo de Gestão por Competências

02/05/2014 08:58 | Fonte:

-

A+ A-

De segunda a quarta-feira (28 a 30/4), o Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ) está promovendo a sensibilização de magistrados e servidores para implantação do modelo de Gestão de Pessoas por Competências no Regional fluminense. Em linhas gerais, esse projeto visa possibilitar um criterioso planejamento de capacitação, gerado a partir do mapeamento de competências (técnicas e comportamentais), tendo em vista o desenvolvimento do servidor de forma mais efetiva. Um dos objetivos que se pretende alcançar será a melhor gestão dos recursos orçamentários do Tribunal destinados à qualificação do seu quadro de pessoal.

 As palestras de sensibilização estão sendo ministradas no Prédio-Sede para dez turmas, organizadas em diferentes turnos e formadas por magistrados e servidores em funções de liderança. Na manhã de segunda-feira (28/4), reuniram-se os desembargadores do Regional. Entre os presentes, estava a vice-presidente do TRT/RJ, desembargadora Maria das Graças Cabral Viegas Paranhos, e o desembargador Nelson Tomaz Braga, decano do Tribunal.

 A etapa inicial - desenvolvida ao longo de 2014 - consiste no mapeamento de competências de 50% dos cargos e funções de natureza gerencial, na avaliação das competências de seus ocupantes e na elaboração de planos de desenvolvimento individual e programa de desenvolvimento gerencial. Para participar dessa fase inicial, o Comitê de Gestão de Pessoas por Competências do TRT/RJ deu prioridade aos servidores que atuam na atividade fim da Justiça do Trabalho, mas a proposta é dar sequência às ações nos próximos anos, abarcando, assim, todo o Tribunal.  

Nessa empreitada, o TRT/RJ está contando com a expertise de uma terceirizada, a Leme Consultoria, especializada em Desenvolvimento Humano e Tecnologia em Gestão de Pessoas e com atuação em outros regionais. Durante as palestras de sensibilização, Renan Sinachi, gerente de consultoria da empresa, explicou a importância da implantação do modelo de Gestão de Pessoas por Competências na esfera pública. "No Brasil, 65% dos seus melhores profissionais estão alocados no serviço público, mas não existe aqui, no país, a capacidade administrativa de gerir esse pessoal. O desenvolvimento dos servidores possibilita que as instituições alcancem seus objetivos estabelecidos no planejamento estratégico e prestem um serviço cada vez melhor à sociedade", esclareceu.

Identificação dos "gaps"

Durante uma das palestras, a diretora da Escola de Administração e Capacitação dos Servidores (Esacs), Cristina Neves, destacou que o estabelecimento desse modelo será importante, inclusive, para nortear a contratação de cursos pelo Tribunal, a partir de um diagnóstico dos chamados gaps (lacunas) de competências. Isso porque uma avaliação mais precisa das incompatibilidades entre o que o servidor está apto para fazer e o que o TRT/RJ demanda da sua atuação permitirá aferir com mais objetividade as necessidades de capacitação dentro do Tribunal.  

A diretora da Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP), Sônia Regina de Freitas Andrade, ressaltou o caráter inovador que esse modelo traz para a gestão de recursos humanos no TRT/RJ e que o foco do projeto é a qualificação do quadro de pessoal. "A Gestão de Pessoas por Competências não tem a finalidade de realocar ninguém, mas sim de desenvolver os conhecimentos, habilidades e atitudes do servidor no desempenho das suas atividades", observou.  

Atividade prática

Durante a sensibilização dos juízes e gestores, também foi realizada a coleta de indicadores comportamentais - instrumento que faz parte da metodologia empregada e que permitirá definir critérios para a avaliação desses aspectos. "As atitudes no ambiente do trabalho devem ser levadas em consideração. Muitas vezes o profissional, tecnicamente, é muito bom, mas precisa e pode melhorar a maneira como se relaciona com as pessoas a sua volta", exemplificou Sinachi.

 TRT-RJ escolheu logomarca

Para envolver todo o Tribunal nesse processo, o TRT/RJ realizou no início de abril uma enquete para definir a identidade visual do modelo de Gestão de Pessoas por Competências no Regional. A votação foi finalizada no dia 11/4 e teve a participação de 487 profissionais que trabalham no TRT/RJ, entre magistrados e servidores. Desenvolvida pela Secretaria de Gestão do Conhecimento (SGC), a logomarca escolhida teve 51% dos votos.

Sobre a Gestão de Pessoas por Competências no TRT-RJ

O Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região criou o Comitê Regional de Gestão de Pessoas por Competências em junho de 2013, atendendo à Resolução Nº 92 do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), que dispõe sobre as diretrizes básicas para a implantação do modelo de Gestão de Pessoas por Competências no âmbito da Justiça do Trabalho de 1º e 2º graus. No mesmo ano, a Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP), em parceria com a Escola de Administração e Capacitação dos Servidores (Esacs), elaborou projeto para dar início à implantação do Modelo de Gestão por Competências neste Regional. Após a aprovação do projeto pelo Comitê Regional de Gestão de Pessoas por Competências, o TRT/RJ assinou contrato com a Leme Consultoria.

abortion real life stories abortion laws in the us abortion clinics rochester ny
abortion real life stories abortion pill costs abortion clinics rochester ny
after an abortion terminating early pregnancy las vegas abortion clinics
i want to cheat on my wife blog.artistamobile.com cheat on your spouse
why did my boyfriend cheat i found out my boyfriend cheated on me i had a dream that i cheated on my boyfriend