Nos Tribunais

Sistema de gestão do TRT24 pode ser utilizado pela Justiça Eleitoral

22/08/2018 12:46 | Fonte:

-

A+ A-

O Sistema de Controle de Material e Patrimônio (SCMP), desenvolvido pela Secretaria de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região, foi apresentado para gestores das áreas de almoxarifado e patrimônio do Tribunal Superior Eleitoral e do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal. Eles participaram, esta semana, de um treinamento realizado pelo servidor do TRT/MS Fabiano Ricardo de Oliveira Bellesia, que apresentou as boas práticas e as funcionalidades básicas do programa.

“Será uma vitória para o projeto SCMP ser aprovado por uma instituição tão respeitada em termos de logística quanto é a Justiça Eleitoral”, afirmou Fabiano que adiantou que os gestores ficaram interessados no software e devem pedir para utilizar o sistema.

A Chefe da Seção de Gestão de Almoxarifado do TSE, Janaína Paiva, disse que o SCMP superou suas expectativas. “Não esperava conhecer um sistema tão prático, ágil e eficiente nas respostas a tantas perguntas que cabem a nossa área. Sempre questionei porque a Administração Pública, que tem em tese os mesmos desafios, problemas e soluções, não tem um sistema único que atenda a todas essas questões. E a resposta, a meu ver, foi respondida. Vocês conseguiram fazer um sistema simples e operacional”, destacou Janaína.

A mesma impressão teve Daniela Santiago, Chefe da Secretaria de Patrimônio. “O sistema mostrou-se célere, preciso, resguardando, inicialmente, as funcionalidades principais da qual necessitamos para gerenciar os bens permanentes do TSE.”

Sobre o sistema

O SCMP gerencia os ativos patrimoniais e os materiais de consumo utilizados pelas unidades administrativas e judiciais, a movimentação de materiais permanentes e as requisições de todos os materiais em estoque no almoxarifado do Tribunal. Também são gerados relatórios gerenciais como previsão de estoque, balancetes e de controle de entradas e saídas. Os maiores diferenciais são a análise de consumo e patrimonial, bem como o módulo de inventário.

O sistema, utilizado desde 2010, surgiu da necessidade de atender às necessidades da Coordenadoria de Material e Patrimônio e nasceu da integração entre os sistemas legados Consumo, SMP e Requisições WEB, retirados de produção.

Atualmente, os TRTs da 5ª, 7ª, 8ª, 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª, 20ª, 21ª, 22ª, 23ª e 24ª Regiões já utilizam o SCMP. O sistema também está sendo implantado no Tribunal Superior do Trabalho (TST) e nos TRTs 4 e 10.