O frisson das letras: confira os destaques da categoria "Para Ler"

20/12/2017 11:24
A+ A-

Disciplinada ou caótica, no computador ou em folhas de papel, a criação é um enigma até que ela seja colocada em prática e as letras comecem a ocupar as linhas das páginas. Sem receita, a escrita nasce após uma experiência que funciona especificamente para cada pessoa, mas há quem defenda um tempo diário destinado à atividade, que se torna crucial, no caso dos profissionais.

Ao menos uma vez por mês conhecemos uma história sobre o resultado de uma criação no Espaço Cultural, em diversas áreas: na música, nas letras, ou em imagens. Divididas entre as categorias Para Ler, Para Ver e Para Ouvir, as participações aliam a função do blog com o interesse dos servidores em compartilhar um artigo, CD, livro, poema ou atividade esportiva.

Mais uma vez, a escrita foi unânime e reuniu a maioria das participações de servidores no blog, em 2017, reafirmando a relevância do “mundo das letras” no cotidiano. Às vésperas de completar sua primeira década, o Espaço Cultural é destinado a quem cria e tem disponibilidade em divulgar experiências culturais, independente da maneira que ela é colocada em prática. 

Relembre as contribuições que vão desde a escrita técnica sobre terceirização à poesia. Participe também, seja comentando nos perfis publicados ou mostrando sua atividade cultural aos colegas. É só enviar um e-mail para: cultural@anajustra.org.br.

Para ler:

Ruthe Rocha Pombo - TRT9

Toda semana, a servidora aposentada do TRT9, Ruthe Rocha Pombo, apresentava uma crônica na Rádio Colombo, no Paraná. Dessa experiência surgiu o primeiro dos oito livros publicados até hoje: "Fitando em ti, os meus olhos", com 80 crônicas que eram requisitadas pelos ouvintes no formato para leitura. Atualmente, Ruthe já tem oito livro publicados e se dedica em estudar o comportamento humano.

Marcelo Augusto Scaff Branchini - TRT2

Uma experiência técnico-literária, é assim que o servidor do TRT2, Marcelo Augusto Scaff Branchini define o seu primeiro livro, “Do Processo e Da Guerra”, publicado pela Editora Lexia. Na introdução da obra, ele manda um recado ao leitor: “Você vivenciará a forma muito pouco ortodoxa com a qual tive contato com o Direito em geral e com o processo em particular." O servidor também coordena o site “Você Advogado”, direcionado aos estudantes e bachareis que se preparam para a prova da OAB.

Alveny Nascimento Neri - TRT6

"Poesia é voar fora da asa", para o poeta mato-grossense Manoel de Barros, que viveu quase 100 anos, e grande parte deles dedicado às letras. Esse encanto pela liberdade de criar também faz parte da vida da servidora do TRT6, Alveny Nascimento Neri que encontrou na poesia uma espécie de terapia. Com mais de 235 poemas impressos, Alveny decidiu lançar um livro, e submeteu suas criações à correção e análise por uma amiga que é editora.

Valdeck Almeida de Jesus - TRT5

Valdeck Almeida de Jesus é servidor do TRT5 e poeta, já publicou vários livros e sempre representa a literatura brasileira em eventos nacionais e internacionais. Além de sua produção literária e a atividade no TRT5, ele participa do coletivo Sarau da Onça, que atua no bairro Sussuarana (Novo Horizonte) há mais de seis anos. Em maio, Valdeck lançou o livro ”O Diferencial da Favela: poesias e contos de quebrada", com 50 poetas, resultado de concurso realizado pelo Sarau da Onça.

Maria Alice Gurgel do Amaral - TRT2

A servidora aposentada do TRT2, Maria Alice Gurgel do Amaral, publicará uma de suas primeiras criações, após ser premiada no concurso “Poesia Livre” de 2017 da Editora Vivara. Maria Alice conta que o poema,"Hoje eu fiz o mundo parar", é “o texto de maior arrebatamento”, entre tantos que escreveu. O poema surgiu quando ela ainda trabalhava em Campinas, no TRT15, e atuava como oficial de justiça avaliador.

Marcelo José das Neves e Humberto Alves Coelho - TRT1

Dividido em duas partes, o artigo “A Responsabilidade Subsidiária da Administração Pública na Terceirização, Segundo a Jurisdição Constitucional: Obrigações, Encargo Probatório e Limites Interpretativos. Um Contributo Prático aos Potenciais Sujeitos do Processo: Trabalhador, Empresa Terceirizada, Administração Pública e Órgão Jurisdicional”, surgiu a partir de questões do cotidiano dos servidores do TRT1. É possível conferir o artigo completo na edição do mês de maio da Revista LTr.

Maria do Carmo Rodrigues (Téia Camargo) - TRT1

"Aqui entre nós" (crônicas) e "Versos e Versões" (poemas) são os dois livros de autoria da servidora aposentada do TRT1, Maria do Carmo Rodrigues, que utiliza o pseudônimo Téia Camargo para assinar sua criação literária. Téia participou da XVIII Bienal do Livro no Rio de Janeiro, no mês de setembro, e estreou no evento que reúne leitores e escritores de todo o país.

Últimas