Servidor do TRT2 doa documentos históricos raros ao TST

05/04/2017 11:08
A+ A-

Desde o dia 28 de março, o acervo do Tribunal Superior do Trabalho (TST) conta com três objetos raros, doados pelo servidor do TRT2, Hermelindo Lopes Filho, que compareceu nessa data, em Brasília, para fazer a doação pessoalmente, ao ministro Augusto César Leite de Carvalho, coordenador do Comitê Gestor do Programa de Resgate da Memória da Justiça do Trabalho e presidente da Comissão de Documentação do TST.

Acompanhado ainda do coordenador de Gestão Documental do TST, Luiz Fernando de Almeida, Hermelindo afirmou ao ministro e ao coordenador que sentia-se "honrado e feliz por estar aqui hoje no TST e poder contribuir com o resgate histórico da Justiça do Trabalho, justiça essa especializada  que vai ao encontro dos anseios da população."

Na ocasião, foram doados os seguintes documentos:

Medalha - Lado A 


Rara medalha comemorativa da Instalação da Justiça do Trabalho do 30º aniversário, datada de 1941/1971, e da Instalação do Tribunal Superior do Trabalho em Brasília. Fabricada em bronze dourado, na Casa da
Moeda do Brasil.

Medalha - Lado B 


Rara medalha comemorativa da Instalação da Justiça do Trabalho do 30º aniversário, datada de 1941/1971, e da Instalação do Tribunal Superior do Trabalho em Brasília. Fabricada em bronze dourado, na Casa da
Moeda do Brasil.

Livro "Manual de Audiência"


Raríssimo livro "Manual de Audiência" da Justiça do Trabalho datado do ano de 1941, portanto documento histórico com 76 anos. Publicado pelo Dr. Adílio Tostes Malta, foi juiz do Trabalho ou seu equivalente, à época,
nos anos 1940, chegando ao TRT em 1946 e ao TST em 1964 e também da Academia Brasileira do Direito do Trabalho.

Livro "Constituintes Brasileiros de 1934"

Raríssimo livro do ano de 1934: "Constituintes Brasileiros de 1934". Foi a constituinte de 1934 que previu a criação da Justiça do Trabalho por meio  do capítulo IV, art. para  dirimir questões entre empregadores  e  empregados,  regidas  pela   legislação social" de Wanor Godinho e Oswaldo S. Andrade, ano 1934, com 304 páginas, encadernado. A obra apresenta fotografia e biografia de cada constituinte.

O servidor também foi convidado a visitar o Laboratório de Restauração Documental que "tem o objetivo de executar um trabalho de qualidade da documentação histórica do Conselho Nacional do Trabalho (CNT) e
do Tribunal Superior do Trabalho (TST)", afirmou.

Hermelindo Lopes, além de servidor do TRT2, possui um acervo particular sobre história brasileira, é professor e especialista em defesa, aviação e história.

Últimas