Rubem Alves: a poesia e sabedoria do cotidiano

23/07/2014 11:49
A+ A-

“Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados. Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir 
quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte”.

 Assim foi Rubem Alves. Com uma sensibilidade particular para observar a poesia da vida que existia em cada parte do mundo, fosse grande ou pequena, o educador, teólogo e autor paulista, encheu nosso cotidiano de uma arte que considerava "uma pitada de livre pensar”.

Com uma arte, poesia e inteligência eternizadas em mais de 160 títulos publicados e distribuídos em 12 países, Rubem Alves trouxe luz ao dia-a-dia de quem esteve em sintonia com suas ideias, sempre regadas a experiência de vida e humor. 

O poeta nasceu em 15 de setembro de 1933 e faleceu aos 80 anos no  dia 19 de julho deste ano. Foi um homem eclético: era formado em teologia, psicanálise, sociologia, filosofia e educação. Lecionou em universidades, teve um restaurante e mantinha um grupo de encontro semanal para a leitura de poesias, os Canoeiros.  Foi também ganhador de prêmios como o “Jabuti”, em 2009 e “Eric Hoffer Award - Menção Honrosa e Excelência em publicação de religião Transparencies of Etenity”, em 2012.

O autor ainda leva o nome de um instituto, criado para divulgar e preservar seu pensamento e obra. Fundado por sua família, o Instituto Rubem Alves é uma associação aberta, sem fins econômicos e de interesse público.

Quer mais um pouco de sua poesia cotidiana? Ele sabia, por exemplo, o que era saudade, : "a saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar”.

how do you know if you have gonorrhea antibiotics to treat chlamydia symptoms for stds
abortion real life stories abortion laws in the us abortion clinics rochester ny
after an abortion website-knowledge.com las vegas abortion clinics
why did my husband cheat trailblz.com cheated on my husband

“Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados. Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir 
quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte”.

 Assim foi Rubem Alves. Com uma sensibilidade particular para observar a poesia da vida que existia em cada parte do mundo, fosse grande ou pequena, o educador, teólogo e autor paulista, encheu nosso cotidiano de uma arte que considerava "uma pitada de livre pensar”.

Com uma arte, poesia e inteligência eternizadas em mais de 160 títulos publicados e distribuídos em 12 países, Rubem Alves trouxe luz ao dia-a-dia de quem esteve em sintonia com suas ideias, sempre regadas a experiência de vida e humor. 

O poeta nasceu em 15 de setembro de 1933 e faleceu aos 80 anos no  dia 19 de julho deste ano. Foi um homem eclético: era formado em teologia, psicanálise, sociologia, filosofia e educação. Lecionou em universidades, teve um restaurante e mantinha um grupo de encontro semanal para a leitura de poesias, os Canoeiros.  Foi também ganhador de prêmios como o “Jabuti”, em 2009 e “Eric Hoffer Award - Menção Honrosa e Excelência em publicação de religião Transparencies of Etenity”, em 2012.

O autor ainda leva o nome de um instituto, criado para divulgar e preservar seu pensamento e obra. Fundado por sua família, o Instituto Rubem Alves é uma associação aberta, sem fins econômicos e de interesse público.

Quer mais um pouco de sua poesia cotidiana? Ele sabia, por exemplo, o que era saudade, : "a saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar”.

how do you know if you have gonorrhea antibiotics to treat chlamydia symptoms for stds
abortion real life stories abortion laws in the us abortion clinics rochester ny
after an abortion website-knowledge.com las vegas abortion clinics
why did my husband cheat trailblz.com cheated on my husband

Últimas