TRTs 8 e 16 realizam exposições de artista plástico e servidores

27/01/2015 11:21
A+ A-

Fachada do Theatro da Paz, em Belém. Crédito da foto: Land Nick (Flickr)

Os Tribunais da 8ª Região, Amapá e Pará, e da 16ª, do Maranhão, iniciaram o ano com duas exposições: em Bélem, o artista paraense João Porto é o protagonista da exposição "Belém de Ontem", com representações de sua autoria de lugares tradicionais da cidade como o Mercado Ver-o-Peso, o Theatro da Paz, entre outros pontos turísticos da capital. A exposição foi inaugurada no dia 23 de janeiro e estará em cartaz até o dia oito de março, no Espaço Cultural Ministro Orlando Teixeira da Costa, localizado na sede do TRT8, na Travessa Dom Pedro I, Umarizal.

Durante a inauguração, João Porto agradeceu pela iniciativa do Tribunal em manter um espaço cultural. “Agradeço em nome de todos os artistas que aqui já expuseram ou irão expor, por este agradável local, que vai ajudar e muito os que estão precisando expor seus trabalhos. Isso é muito importante para o meio artístico, porque são poucos os espaços oferecidos desta maneira.”

Com dez anos dedicados à pintura, João Porto possui aproximadamente 200 obras e encontra-se em uma nova fase, na qual mostra sua veia impressionista, retratada nesta exposição com a obra “Praça do Relógio”. O início de seu trabalho como artista plástico se deu através do realismo, devido o interesse pelo desenho. Quanto à escolha pela representação de Belém ele confessa: “Acho que isso foi sem eu escolher, foi da intuição mesmo, creio que pela frustração de não ter sido arquiteto”.

Em São Luís, os protagonistas da exposição "Talento em Casa", como o título sinaliza, são servidores, terceirizados, magistrados e dependentes de magistrados que realizam alguma atividade artística. A mostra ficará em cartaz durante todo o mês de fevereiro.

A exposição é realizada pelo Centro de Memória e Cultura (Cemoc) do TRT16 e, de acordo com a chefe do setor, Edvânia Kátia Sousa Silva, magistrados e servidores também podem propor exposições artísticas para o local, bem como as unidades administrativas e judiciais que tenham interesse em fazer exposições de trabalhos.

"Precisamos dar vida às organizações e a arte é uma das formas de transformar espaços vazios em locais de difusão de bens culturais e educativos. No caso do Espaço Permanente de Artes, é um ambiente criado, prioritariamente, para a exposição de obras dos magistrados, servidores e terceirizados, e seus dependentes, para que aqueles que fazem a Justiça do Trabalho possam se conhecer melhor", disse. 

A entrada para as duas exposições é gratuita.

Fonte: Ascom TRT-8 e TRT-16

how do you know if you have gonorrhea can you get chlamydia in the mouth symptoms for stds
why women cheat reasons why women cheat on their husbands why married men cheat
abortion clinics in greensboro nc abortion clinics in the bronx abortion vacuum
how to cheat on my husband read cheaters

Fachada do Theatro da Paz, em Belém. Crédito da foto: Land Nick (Flickr)

Os Tribunais da 8ª Região, Amapá e Pará, e da 16ª, do Maranhão, iniciaram o ano com duas exposições: em Bélem, o artista paraense João Porto é o protagonista da exposição "Belém de Ontem", com representações de sua autoria de lugares tradicionais da cidade como o Mercado Ver-o-Peso, o Theatro da Paz, entre outros pontos turísticos da capital. A exposição foi inaugurada no dia 23 de janeiro e estará em cartaz até o dia oito de março, no Espaço Cultural Ministro Orlando Teixeira da Costa, localizado na sede do TRT8, na Travessa Dom Pedro I, Umarizal.

Durante a inauguração, João Porto agradeceu pela iniciativa do Tribunal em manter um espaço cultural. “Agradeço em nome de todos os artistas que aqui já expuseram ou irão expor, por este agradável local, que vai ajudar e muito os que estão precisando expor seus trabalhos. Isso é muito importante para o meio artístico, porque são poucos os espaços oferecidos desta maneira.”

Com dez anos dedicados à pintura, João Porto possui aproximadamente 200 obras e encontra-se em uma nova fase, na qual mostra sua veia impressionista, retratada nesta exposição com a obra “Praça do Relógio”. O início de seu trabalho como artista plástico se deu através do realismo, devido o interesse pelo desenho. Quanto à escolha pela representação de Belém ele confessa: “Acho que isso foi sem eu escolher, foi da intuição mesmo, creio que pela frustração de não ter sido arquiteto”.

Em São Luís, os protagonistas da exposição "Talento em Casa", como o título sinaliza, são servidores, terceirizados, magistrados e dependentes de magistrados que realizam alguma atividade artística. A mostra ficará em cartaz durante todo o mês de fevereiro.

A exposição é realizada pelo Centro de Memória e Cultura (Cemoc) do TRT16 e, de acordo com a chefe do setor, Edvânia Kátia Sousa Silva, magistrados e servidores também podem propor exposições artísticas para o local, bem como as unidades administrativas e judiciais que tenham interesse em fazer exposições de trabalhos.

"Precisamos dar vida às organizações e a arte é uma das formas de transformar espaços vazios em locais de difusão de bens culturais e educativos. No caso do Espaço Permanente de Artes, é um ambiente criado, prioritariamente, para a exposição de obras dos magistrados, servidores e terceirizados, e seus dependentes, para que aqueles que fazem a Justiça do Trabalho possam se conhecer melhor", disse. 

A entrada para as duas exposições é gratuita.

Fonte: Ascom TRT-8 e TRT-16

how do you know if you have gonorrhea can you get chlamydia in the mouth symptoms for stds
why women cheat reasons why women cheat on their husbands why married men cheat
abortion clinics in greensboro nc abortion clinics in the bronx abortion vacuum
how to cheat on my husband read cheaters

Últimas