Acervo

Câmara rejeita isenção de IR para servidor que adiar aposentadoria

16/06/2009 09:43 | Fonte:

-

A+ A-

A Comissão de Finanças e Tributação rejeitou, na terça-feira (9), conceder isenção do Imposto de Renda para servidores públicos que optarem por continuar em atividade mesmo tendo cumprido as exigências para a aposentadoria com renda integral.

A medida foi proposta pelo deputado Uldurico Pinto (PMN-BA), por meio do Projeto de Lei 897/07. O relator na comissão, deputado Antonio Palocci (PT-SP), apresentou parecer pela rejeição. Ele argumenta que a proposta não está de acordo com a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Como é terminativo o parecer da Comissão de Finanças e Tributação, quanto à adequação financeira e orçamentária da proposta, o PL será arquivado. Antes o projeto foi rejeitado pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público.

Estimativa de impacto

Antonio Palocci lembra que, entre outras exigências, a LDO de 2009 determina que, antes de se aprovar uma lei que amplie incentivo ou benefício fiscal, deve-se verificar a estimativa do impacto orçamentário-financeiro no ano em que essa lei começaria a valer e também nos anos seguintes.

"O projeto introduz uma nova hipótese de isenção no Imposto de Renda da Pessoa Física, gerando impacto sobre o nível de arrecadação tributária, cuja dimensão não foi devidamente explicitada por seu autor", explica o relator.

O deputado argumenta ainda que a Constituição Federal já premia os servidores que decidem adiar suas aposentadorias com a dispensa de continuar contribuindo para a Previdência Social.

Fonte: Agência Câmara

why women cheat reasons why women cheat on their husbands why married men cheat