Acervo

Quintanilha é o novo presidente do Conselho de Ética

28/06/2007 00:00 | Fonte:

-

A+ A-
Em disputa com o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), o senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO) foi eleito na noite desta quarta-feira (27), por 9 votos a 6, presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado, em substituição a Sibá Machado (PT-AC), que renunciou no dia anterior. Quintanilha convidou o senador Renato Casagrande (PSB-ES) para relator do processo contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e convocou nova reunião do colegiado para a próxima terça-feira (3), às 18h.

Casagrande comprometeu-se a responder se aceita a relatoria em reunião que terá com Quintanilha ainda na manhã desta quinta-feira (28).Tanto o nome do presidente como o do possível relator foram saudados por vários senadores como dignos de confiança, inclusive por Virgílio e José Agripino (RN), líder do DEM, partido que se aliou ao PSDB com vistas à eleição.

- Estou consciente das responsabilidades que estou assumindo - disse o novo presidente do conselho, ao assumir o cargo, por volta das 22h30. Durante a apresentação de sua candidatura, Quintanilha comprometeu-se "a cumprir seu dever com serenidade e humildade e buscar a verdade nua e crua" na investigação das denúncias contra Renan. O senador também se comprometeu a respeitar a Constituição e o Regimento do Senado, e pediu a colaboração de todos "para resgatar a credibilidade do Senado e do conselho".

- Sei da pressa dos senadores para resolver isso e acho que o Senado e o conselho vivem um momento de muita fragilidade, mas vamos conversar logo pela manhã antes de uma resposta - disse Casagrande depois do convite formulado por Quintanilha.

Nos seus cumprimentos ao novo presidente, Virgílio, que anunciou sua volta à suplência, disse que a responsabilidade de Quintanilha é muito grande, especialmente em se tratando de um membro do PMDB, mesmo partido de Renan. Ele assegurou que o compromisso do PSDB é "com a verdade" e que o partido nunca quis prejulgar Renan. Já Agripino abriu "crédito de confiança" ao novo presidente, mas previu que ele (e possivelmente Casagrande) terá uma "missão duríssima pela frente, sendo a primeira a definição de uma pauta de trabalhos.

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP), que havia sido indicado por Virgílio como o relator de sua preferência voltou a defender a presença de Renan no conselho para responder a todas as acusações que lhe foram feitas pela revista Veja e outros órgãos de imprensa. Ele declarou ter votado em Quintanilha [a votação foi secreta, em respeito à decisão da líder do PT e do bloco da maioria, Ideli Salvatti (SC), que o indicou para a vaga.

- Estou no conselho pelas mesas razões que entrei para o PT - disse ele em declaração que endereçou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pois, segundo uma notícia, Lula teria censurado Ideli pela escolha.

Agência Senado
abortion real life stories can taking birth control terminate a pregnancy abortion clinics rochester ny
when your wife cheats read how to know your wife cheated